Síria e Suas Cidades Devastadas


Síria e Suas Cidades Devastadas
Síria e Suas Cidades Devastadas

Desde 2010, cerca de 10 milhões de pessoas na Síria, fugiram do país, uma diáspora de quase metade da população original.

Inicialmente, embora o governo da Síria tenha restabelecido o controle de Alepo desde 2016, conflitos permanecem em muitas regiões do país. Os esforços para reconstruir muitas cidades, estão ainda no início.

Assim, desde 2011, a Síria enfrenta uma guerra civil entre diversos grupos armados, como a Al-Qaeda, Hezbollah, a Oposição Síria, o DAESH (Estado Islâmico) e curdos.

História da Síria

Em sua história recente, a Síria foi ocupada pela França por 2 décadas após a queda do Império Otomano, seguida de uma época turbulenta.

Contanto, em 1971, o chefe das Forças Aéreas e o Ministro da Síria, Hafez al-Assad, deu um golpe de estado no país e declarou seu filho como o único herdeiro.

Entretanto, com sua morte em 2000, seu filho Bashar al-Assad o sucedeu, que permanece no governo até hoje. Com a Primavera Árabe em 2011, protestos contra Assad favoreceram para que vários grupos armados enfraquecessem o governo.

Início da Guerra na Síria

Assim, rapidamente, a situação se transformou em uma guerra entre o governo sírio, apoiado pela Rússia, Irã e grupos rebeldes apoiados pelos EUA, Arábia Saudita e Turquia.

Dessa forma, em 2013, o DAESH ocupou boa parte da Síria, coordenando uma série de ataques à bomba em 2015 no Reino Unido e na França. Mais tarde, EUA, Turquia e Arábia Saudita combateram alguns rebeldes.

Assim, juntas, essas nações realizaram mais de 11 mil ataques aéreos contra o DAESH na Síria, também responsáveis por ataques químicos a inocentes.

Dentre esses rebeldes, há os curdos, grupo minoritário em vários países do Oriente Médio, que lutam pela existência do seu próprio país, o Curdistão, que abrangeria o sul da Turquia, norte da Síria e outros países.

Dessa forma, responsáveis por combater o DAESH, os curdos foram atacados por diversos países, como Turquia e Arábia Saudita, que negam seu envolvimento.

Então, com o apoio da Rússia e do Irã, o governo sírio recuperou o controle de parte do seu território a partir de 2016.

Enfim, hoje, Bashar-al Assad permanece como presidente do país, politicamente e militarmente mais forte do que no início da guerra.

Veja mais lugares incríveis e curiosidades de suas cidades e pontos turísticos: 

Mudança no Rio Pinheiros

Banheiros na época Medieval Inglaterra

Evolução de Belo Horizonte

Comente o que você achou do artigo! Não esqueça de compartilhar conhecimento com seus amigos e familiares. 

Portanto, para saber mais de cidades, pontos turísticos e viagens é só continuar no seu Blog de Viagens e Férias.

5/5 - (1 vote)